terça-feira, 13 de setembro de 2016

Resenha KIt Glycolic Active - Bioage


Olá tudo bem com você?



No post de hoje, falarei sobre um kit maravilhoso que testei e a importância do preparo da pele para receber um tratamento.


Este kit é o Glycolic Active da marca Bioage, o qual, o principal ativo é o Ácido Glicólico. A marca reuniu seus produtos á base deste ácido, para promover afinamento da camada córnea a fim de potencializar os resultados de tratamentos em que precisa-se de uma boa permeação de ativos.

Este tratamento também promete retexturização da pele, afinamento intenso, revitalização e uniformização.



Relembrando as camadas da pele, que são subdividida em camadas distintas e nome de cada camada reflete sua estrutura ou sua função.

As camadas de fora para dentro são (AZEVEDO, 2005):


Estrato córneo (camada córnea da epiderme) é a camada superficial de células mortas – camada da pele que está em contato com o meio ambiente. Essa camada tem um manto ácido que ajuda a proteger o corpo contra alguns fungos e bactérias. As células nessa camada se desprendem diariamente e são substituídas por células originadas da camada de baixo.

O estrato lúcido (camada clara de epiderme) é uma camada de células que formam um limite de transição entre o estrato córneo acima e o estrato granuloso abaixo. Essa camada é mais evidente em áreas onde a pele é mais grossa, como as plantas dos pés. Parece está ausente em áreas onde a pele é especialmente fina como nas pálpebras. Embora as células nesta camada não apresentem núcleos ativos, esta é uma área de intensa atividade enzimática que prepara as células para o estrato córneo.

Estrato granuloso (camada granular da epiderme) tem uma a cinco células de espessura e se caracteriza por células achatadas com núcleos ativos. Especialistas no assunto acreditam que esta camada ajude na formação de queratina.

Estrato espinhoso
é a área na qual as células começam a se achatar à medida que migram em direção à superfície da pele. a proteína dos envelopes cornificados das células cutâneas, é sintetizada aqui.

O estrato basal, ou estrato germinativo, tem apenas uma célula de espessura e é a única camada da epiderme na qual as células passam por mitose para formas novas células. O estrato basal forma a junção dermoepidérmica – a área onde a epiderme e derme se conectam. Protrusões desta camada (chamadas cristas epidérmicas ou cristas interpapilares) se estendem para derme, onde são rodeadas por papilas dérmicas vascularizadas. Esta estrutura sustenta a epiderme e facilita a troca de líquidos e células entre as camadas


E ai lembraram de todas as camadas da Epiderme???

O termo esfoliação e afinamento da camada córnea da epiderme promove a eliminação de células mortas e asperezas da pele além de ativar a renovação celular deixando a pele mais permeável e facilita a receptividade do tecido para melhor absorção de princípios ativos e demais produtos aplicados à pele.


Então bora ter mais resultados com a preparação adequada desta pele??



O Kit é composto por:


Bio-Cleanser Glycolic: Este é um sabonete liquido facial desenvolvido para a limpeza profunda da pele. Ele possui agentes de limpeza associados ao ácido glicólico, que remove as impurezas, as células mortas e o excesso de sebo da pele. O resultado é uma pele suave e macia. Tem ácido glicólico a 10%! 
Cor Transparente, textura em gel e cheiro agradável. Fácil aplicação.




Pré Peel Mask Bambu Brasil:
é um pré-peeling composto por talo de bambu, sílica de arroz e ácido glicólico e outros ativos que contribuem para uma esfoliação e revitalização da pele. Esta fórmula proporciona mais hidratação, maciez e luminosidade à pele.
Cor Verde Clara, textura abrasiva e cheiro suave.










Bioage Bio-peeling (Peeling Químico Intensivo): A combinação perfeita de ácidos potentes para uma ação esfoliante abrasiva que é ideal para preparar a pele para tratamentos dermocosméticos como anti-idade, clareador, seborregulador e manutenção do cuidado da pele e intensificador de resultados.
Neste sérum encontramos um ativo chamado Verochic®, ingrediente de origem natural, obtido do anis estrelado - Illicium verum - que possui ação desodorante por inibir a enzima lípase, diminuindo a produção de ácidos graxos atua ainda como um ingrediente cosmético multifuncional, pois além da ação desodorante, tem ação antimicrobiana na acne e na caspa, antioxidante e renovador celular. 
Cor Incolor, textura em sérum e cheiro agradável com leve odor do ácido glicólico.



Glycolic Mask - Máscara de ácido glicólico 10%
: Ela foi formulada para restaurar, equilibrar e melhorar a textura da pele oleosa. Com textura argilosa seu principal componente é o ácido glicólico que ajuda a minimizar os efeitos do excesso de oleosidade. Tem ação hidratante, promove renovação celular e devolve a pele suavidade e maciez.
Cor Branca, textura argilosa e cheiro agradável.






Espero que gostem desta dica e no próximo post mostro um protocolo preparatório utilizando este Kit!
Att Vivian Veroneze





segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Lipoescultura Gessada Ortomolecular - LEORT®









LIPOESCULTURA GESSADA® é um produto líquido tópico, produzido a partir do insumo LEORT®, que é uma molécula complexada, isto é, uma preparação farmacêutica especial, também conhecida com Éster Metil do Ácido Piridino Carboxil Atóxico.

Sua preparação farmacêutica é um segredo com patente mundial protegida até 2025. Não há genérico, similar ou manipulado. LEORT® é fruto de 20 anos de pesquisas.

Diferente do que o mercado prega por modismo ou para vender mais, onde diz que tudo é ortomolecular, LEORT® é incontestavelmente o único que pode ser considerado um genuíno insumo ortomolecular. Não há similar no mercado mundial.


Em tese, o LIPOESCULTURA GESSADA é o LEORT em forma líquida concentrada.

Sem necessitar de nenhum tipo de equipamento, mesmo os mais modernos como a eletroporação, manthus ou outros, em um segundo o insumo entra no adipócito onde expulsa radicais livres e elimina a gordura rançosa, sendo de alta importância até para a saúde geral do ser humano como um todo.

Dependendo da forma como é aplicado, o LIPOESCULTURA GESSADA® pode liberar entre 500 a 1.000 calorias por aplicação nas 48hs seguintes. Tem efeito prolongado não cumulativo e termogênico.


Com isto muitos são os benefícios do LIPOESCULTURA GESSADA®, para os usuários, entre eles:

- Desintoxica e regenera as células do organismo, além de modelar o corpo e reduzir medidas, não pela desidratação (como ocorre com o gesso e produtos afins), mas pela eliminação da gordura branca e do lixo tóxico (metais pesados);

- Melhora a drenagem linfática natural do organismo, da microcirculação e do retorno venoso, com conseqüente diminuição da estase dos membros inferiores;

- Melhora a oxigenação do tecido conjuntivo e da hipotonia muscular conseqüente às alterações das fibras colágenas;

- Aumenta da produção de ATP em até 500% com a recuperação normal de eliminação de toxinas;

- Incrementas o transporte de aminoácidos e a síntese de proteínas com o aumento da tonificação muscular;

- Intensifica a circulação nos plexos vasculares com maior captação de oxigênio local;

- Restauração tissular;

- Normalização metabólica celular;

- Regeneração celular;

Registrado (no Brasil-nº827634790) e Patenteado mundialmente, o LIPOESCULTURA GESSADA® e os produtos à base de LEORT® são de uso estritamente PROFISSIONAL. Podem ser aplicados por Médicos, Fisioterapeutas e Esteticistas Profissionais.

O LIPOESCULTURA GESSADA® é indicado para os seguintes tratamentos:

- Obesidade Circulatória;

- Celulite – inclusive graus III e IV, mas também I e II;

- Gorduras complicadas e localizadas;

- Flacidez (coadjuvante);

- Modelagem Corporal;

- Regeneração Celular.

Existem contra-indicações? Por ser um produto ativo o LIPOESCULTURA GESSADA® é contra-indicado para gestantes e lactantes, portadores de doenças crônicas e marca-passo, febre e insuficiência renal crônica.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Novidade Supressão Total da Celulite - Body Redux SLIM SONIC 4D


SLIM SONIC - Tecnologia 4D: Reabilitação Corporal Total Terapia focada em todas as fases celulíticas com ação na fibronectina combatendo adiposidades resistentes através de: 

• Diminuição do estoque adipocitário 
• ReorganizaçãoTecidual 
• Recuperação da Energia Mitocondrial 
• Inibição da Diferenciação Adipocitária 

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Dúvidas sobre Criolipólise, para obter resultados leia com atenção!!!




* Dá resultado sem dieta e exercício físico?


Não. É fundamental que você se conscientize de que a Criolipólise é apenas uma alternativa para a eliminação das gorduras a mais, ou seja, gordura localizada.
A dieta e os exercícios físicos são indispensáveis para que você perca essa gordura, pois a crio elimina apenas 20 a 30% do local, e o restante fica por conta do seu controle alimentar e gasto energético do exercício físico.
Os quilos eliminados podem retornar ao seu corpo, então é indispensável que você mude o seu estilo de vida, para que assim só obtenha benefícios com a Criolipólise.


* A criolipólise elimina celulite e flacidez?


Não, o tratamento é indicado para gordura localizada que é diferente da celulite e flacidez, porque é um método seletivo para a célula de gordura, tratando apenas a gordura do subcutâneo, localizada na área da aplicação.


* Depois do procedimento, há alguma recomendação?


Em geral, o pós-tratamento é tranquilo e não requer nenhuma recomendação especial. Apenas em peles mais sensíveis o uso de cremes para eventuais hematomas, que podem surgir devido à sucção, porém são temporários.


* Posso fazer criolipólise no culote e em outras áreas?


Apenas uma avaliação apontará essa possibilidade para o culote, de acordo com as características individuais.


* Após o tratamento, a gordura localizada pode voltar?


Com a criolipólise, as células de gordura são eliminadas e, se depois do procedimento o paciente mantiver uma alimentação mais saudável e exercícios físicos periódicos, o retorno é pouco provável.


* Grávidas podem fazer a criolipólise?


Para as gestantes não é possível, mas após intervalo de seis meses do parto e da amamentação se restarem alguns acúmulos de gordura indesejados, poderão recorrer tranquilamente à criolipólise.


* O tratamento pode atingir outros órgãos?


Não há o risco de atingir outros órgãos porque a temperatura que o aparelho atinge é específica para destruir apenas as células gordurosas, assim outras estruturas como a pele, vasos, nervos e músculos não são

danificadas no uso do equipamento e do protocolo de tratamento correto.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Nutricosmético que eu Indico!! Questrane Bothânica Natural



Os nutricosméticos são produtos para administração oral, formulados e comercializados especificamente para propósitos de beleza, podendo ser apresentados na forma de cápsulas, alimentos ou bebidas. Esses produtos surgiram a partir do conceito de “beleza de dentro para fora”, caracterizado pelo uso de dieta e suplementos orais para produzir benefícios na aparência física.

Nutricosmético recomendado como coadjuvante para as pessoas que se encontram em programas de perda de peso. Auxiliar na redução da absorção de carboidratos ao nível do intestino delgado e eliminação de gordura ao nível do intestino grosso, devido á ação de inúmeros princípios ativos.
Possui enzimas que auxiliam no processo digestório que, conseqüentemente, pode refletir na redução da fermentação ao nível do intestino grosso e, com isso, auxiliar na prevenção da formação de gorduras ao nível do abdômen.
Pode apresentar naturalmente leve aumento na diurese, principalmente em pessoas com mais tendência a reter líquidos no organismo e com o metabolismo lento, engordando, às vezes,
alguns quilinhos da noite para o dia.

Sugestão de uso: duas cápsulas após o almoço ou café da manhã.

Considerações: A perda de líquidos pode acarretar a perda de sais minerais, portanto, é natural que o uso de algum produto que auxilie na eliminação de líquidos seja associado á alta ingestão de água, sucos naturais, água de coco ou repositores de sais minerais, pois estes também estão ligados a estabilidade do ritmo cardíaco.

Composição: Frações de Sais minerais quelados, aminoácidos estimuladores naturais da formação do
hormônio do crescimento, vitaminas do complexo B, enzimas digestivas e plantas com propriedades
naturalmente diuréticas.

Fonte: Botânica Natural
Site: www.bothanicamineral.com.br

http://vivianveroneze.wix.com/fisioesteticaitu

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

MELASMAS E VULCANICE


Pouco se conhece sobre as variações de cores da pele, mas acredita-se que fatores como exposição solar, bases genéticas, penetração de radiação ultravioleta, elementos culturais são alguns dos argumentos que tentam explicar a distribuição fenotípica nas demais regiões do planeta.
A cor natural da pele é influenciada pela produção de melanina, um pigmento de cor acastanhado, e em grande quantidade, se torna enegrecido.
Outros pigmentos influenciam também na cor da pele como, por exemplo, o pigmento carotenoíde, que deixa a pele com a cor mais amarelada.
Fatores vasculares também podem influenciar no tom da cor, em  presença de hemoglobina e oxigênio nos capilares, representada pela cor avermelhado, e de hemoglobina reduzida nas vênulas, caracterizando a cor azulada.
Para dar cor a pele, olhos e cabelo, dependemos  da quantidade de melanossomas(vesículas com pigmentos), melanócitos, da síntese de melanina e sua distribuição ao logo das camadas da pele, entre outros fatores.
A célula precursora da melanina se chama melanócito, e sua quantidade é diferente entre as diversas etnias, explicando vários tons de pele. Existem outras partes no corpo, que estas células são distribuídas como ouvidos (nas estrias vasculares), nos olhos (íris), no sistema tegumentar ( pele e mucosas), e na matriz dos pêlos.
Na pele, estão localizados, na camada basal da epiderme e, ocasionalmente, na derme e projetam seus dendritos, onde transportam seus melanossomas aos ceratinócitos.

A união dessas duas células é constituída, no ser humano por um melanócito para seis ceratinócitos ou queratinócitos.
A síntese inicia- se com a cascata de oxidações sobe intermédio da  enzima tironase, que cataliza a L-tirosina à L-Dopa e posteriomente a  oxidação de L-Dopa à dopaquinona. Após a reação no interior dos melanossomas, a DOPA-quinona pode resultar em eumelanina, e após outras reações químicas podem formar a feomelanina. Ao final da síntese os grânulos de melanina são transportados pelos melassomas até os prolongamentos do melanócitos, que estão diretamente ligadas aos querátinócitos epiteliais, pigmentando a pele. Uma vez no interior dos queratinócitos, os melanossomas tendem a distribuir-se no citoplasma, sobre a parte superior do núcleo, de forma a protege -los das radiações ultravioleta.
A principal função da melanina é constituir um sistema de mecanismo de defesa contra raios ultravioletas nas células epiteliais, de forma a proteger o material genético das células.

A pigmentação melânica da pele humana sofre intenso controle hormonal. A hiperpigmentação cutânea foi também observada, quando indivíduos humanos que foram injetados com altas doses de hormônio adrenocorticotrópico, resultando na elevada melanogênese. Assim, hormônios como o MSH (hormônio estimulante de melanócitos) e MC1-R também são responsáveis por estimular a produção de melanina.
A radiação ultravioleta B (UVB), na pele humana, induz a produção de MSH e ACTH nos melanócitos e queratinócitos através da estimulação  da atividade da tirosinase e a síntese de melanina. A relação da radiação ultravioleta em conjunto com a ação dos hormônios justifica o envolvimento do melanocortina no melasma.

Melasma

Melasma é uma hipermelanose comum, adquirida, simétrica, caracterizada por máculas acastanhadas, mais ou menos escuras, de contornos irregulares, mas limites nítidos, nas áreas fotoexpostas, especialmente, face, fronte, temporas e, mais raramente, no nariz, pálpebras, mento e membros superiores.


Embora possa acometer ambos os sexos e todas, as raças, favorece fototipos intermediários e indivíduos, de origem oriental ou hispânica que habitam áreas tropicais. E mais comum em mulheres adultas em idade fértil, podendo, porem, iniciar-se pos-menopausa. A idade de aparecimento situa-se entre 30-55 anos. Dentre estes: influências genéticas, exposição à RUV, gravidez, terapias hormonais, cosméticos, drogas fototóxicas, endocrinopatias, fatores emocionais, medicações anticonvulsivantes e outros com valor histórico. Porém, parece que predisposição genética e exposição às radiações solares desempenham um papel importante, tendo em vista que as lesões de melasma são mais evidentes, durante ou logo após períodos de exposição solar.

Mulheres com estado hormonal hiperestrogênicos como gestação ou  com uso de anticoncepcionais, também apresentam históricos de melasmas. Alguns trabalhos sugerem a relação do aparecimento do melasma com doenças da tiróide especialmente aquelas auto imunes. Outros, demonstraram a elevação sérica do hormônio luteotrófico (LH) , sugerindo relação com algum grau de hiperandrogenismo.
O tratamento do melasma é geralmente questionado, pela grande recorrência das lesões e pela ausência de uma alternativa de clareamento definitivo.
O tratamento domiciliar com ácidos e despigmentantes e sessões de Peelings em consultório, ajudam no clareamento do melasma superficial, facilitando a penetração dos despigmentantes locais.

Os Peelings Combinados são os tratamentosmais utilizados e dependendo da substância usada e do tempo que ficará em contato com a pele, dão grandes resultados! Recomenda-se pelo menos 3 sessões.
Muitas são as substâncias que ajudam a clarear a pele. Elas geralmente agem inibindo uma ou mais etapas das reações químicas que ocorrem dentro do melanócito e resultam na formação da melanina.


VULCANICE

O vulcanice é um tratamento eficaz que age diretamente no processo total, ou seja, todas as fases da formação e deposição de melanina na pele.

O peeling é realizado através de ácidos vulcânicos retirados das geleiras da Antártica, que promovem um clareamento eficaz e seguro.

Atuação do peeling sobre as fases da Produção de Melanina:

Antes da formação de melanina: o peeling promove a redução de ET 1 queratinócitos que reduz a indução da melanogênese.

Durante da formação de melanina: O peeling é capaz de reduzir a síntese de melanina através da inibição da tironase em 70% da sua atividade.

Após a formação de melanina: o peeling interfere na tranferência dos melanossomos(vesículas c/ melanina) aos queratinócitos, diminuindo a distribuição do pigmento para a pele.

O peeling tambem exerce a função de regeneração celular, atenuando mos sinais de envelhecimento através de estimulação dos fibroblastos para produção de colágeno e elastina.

terça-feira, 17 de julho de 2012

Rádiofrequência- Hooke


A Radiofrequência é emitida através de um aparelho que tem o objetivo de combater a flacidez e adiposidades localizadas sem promover invasão e dor nos tecidos.
Conceitua-se na emissão de correntes elétrica de alta frequência que em contato com a pele gera calor a fim de atingir a camada subdérmica.
O principal objetivo do tratamento baseia-se nos conceitos de diatermia endógena relacionadas a campos eletromagnéticos para aumentar a temperatura dos tecidos e induzir respostas terapêuticas.
A atividade biológica que a radiofrequência propicia ao tecido se manifesta através do efeito energético, que acelera a movimentação dos íons através da membrana celular, facilitando a transformação de ADP em ATP e o efeito térmico, gerado através dos atritos e choques dos íons elevando a temperatura local.
Estes efeitos produzem o aumenta da circulação sanguínea(drenagem venosa e linfática), aumento de oxigênio e nutrientes também como eliminação de Catabólicos.
O comportamento do tecido conjuntivo em resposta ao calor depende da temperatura, tempo e aplicação e estresse mecânico produzido pelo calor.
O tecido conjuntivo é o principal tecido alvo para o tratamento da RF, porque exerce funções como sustentação, estoque, transporte e reparação. Qualquer alteração que compromete a integridade neste tecido, automaticamente inicia-se o processo de reparação e proliferação de Fibroblastos(Os fibroblastos são células presentes na segunda camada da pele, a derme, e são responsáveis pela produção de colágeno e da substância que envolve estas fibras (matriz extracelular), fundamentais para qualidade da pele).
 A Lesão controlada térmica promove uma retração do tecido induzindo uma respota inflamatória que reforça a migração de fibroblastos para a área tratada pela RF. Com a migração e proliferação dos fibroblastos, o tecido é reforçado estruturalmente devido a neocolagênese.
Sob o estímulo da RF, o colágeno responde com uma contração imediata a aplicação, o qual os fibroblastos reconhecem como estímulo para iniciar a síntese de novo colágeno.
O calor gerado pela RF no tecido promove um estresse térmico induzindo as proteínas HSP, que são responsáveis pela manutenção da homeostase celular degradando ou preservando as proteínas desnaturadas.
A retração do colágeno desorganiza a estrutura intramolecular por desnaturação da estrutura helioidal tripla.
Com a degradação do colágeno desnaturado, ocorre a renovação desta proteína.
O Estímulo pelo calor também induz a liberação de TGF-betano tecido que atua no processo de reparação como acelerador de produção de colágeno pelo fibroblasto.
 A utilização da RF em tecidos com adiposidade acumulada pode induzir a ruptura dos adipócitos por aumento de sua temperatura. A causa mais provável é por desnaturação das estruturas protéicas da membrana celular.Todo o processo de trauma térmico gerado pela RF, leva a uma desintegração da membrana celular do adipócito, liberando triglicerídeos ao espaço intercelular que são convertidos em ácidos graxos e glicerol e serão metabolizados pelo fígado. O esvaziamento da célula adiposa também é estimulada pelo aumento do metbolismo devido a temperatura aumentada.
Estes efeitos causados pelo calor da FR descomprime os tecidos tratados, justificando melhora das disfunções estéticas como celulite, flacidez, fibroses e gordura localizada.
 A temperatura de 57-61°C é frequentemente descrita como a temperatura de retração do colágeno, e o monitoramento superficial deve ser mantido entre 40 graus.

Sobre o Hooke:

O diferencial deste aparelho é a aplicação do Cooling ( resfriamento) para conforto e preservamento da epiderme.

O HOOKE emprega dois mecanismos de aquecimento induzido nos tecidos biológicos, ambos usados para aplicações cutâneas: o aplicador bipolar para uma aplicação superficial (até 4 mm de profundidade) e o aplicador monopolar para uma penetração volumétrica mais profunda (15 a 20 mm de profundidade).

É microcontrolado, com uma frequência de operação do gerador de radiofrequência de 27,12 MHz. O HOOKE apresenta a potência de 120 Watts.
Vantagens

Não invasivo, simples, rápido, sem tempo de recuperação após o tratamento;

Tratamento agradável: sensação de uma massagem quentinha e indolor;

Efetivo e seguro para todos os fototipos de pele;

Resultados comprovados imediatos e de longa duração;

Redução da circunferência e retração da pele em um único tipo de tratamento.

Indicações:


Retração e redução da flacidez no abdômen após a gravidez;

Remodelação do contorno facial e corporal;

Redução das rugas e linhas finas;

Melhora da celulite;

Melhora da textura e flacidez da pele;

Melhora da aparência das estrias;

Suavização após a lipoaspiração.


Contra-indicações:

Mulheres grávidas ou lactentes

Marcapasso ou defibrilador interno.

Implantes metálicos na área de tratamento.

Câncer: atual ou histórico, principalmente câncer de pele ou pré malignos

Sistema imune comprometido devido a doenças imunodepressivas tais como AIDS e HIV, ou uso de medicamentos imunossupressores.

Condições severas tais como desordens cardíacas.

Pacientes com histórico de doenças estimuladas pelo calor, tais com Herpes Simples recorrentes na área de tratamento, podem ser tratados somente após um regime profilático.

Qualquer condição ativa na área de tratamento, tais como feridas, psoríases, eczema e urticária, bem como pele excessivamente e recentemente bronzeada.

Histórico de desordens de pele tais como cicatrizes tipo quelóides, feridas difíceis de cicatrização, bem com uma pele muito seca e sensível.

Qualquer procedimento cirúrgico, invasivo, ablativo na área de tratamento antes de uma completa cicatrização.

E qualquer outra condição que possa não ser segura para o paciente.

domingo, 20 de maio de 2012

Acne


Entenda a Acne Cosmética!

Clique na foto para Ampliar!

Heccus

Saiba mais sobre o Heccus:

O uso do ultrassom nos tratamentos clínicos estéticos está vinculado especialmente aos seus efeitos mecânicos e térmicos, que ocasionam micro-oscilações nas células e no ambiente ao redor delas. Os efeitos mecânicos alteram o potencial da membrana celular aumentando sua permeabilidade, isso induz o aumento do metabolismo celular. As células alvo neste tipo de tratamento são os fibroblastos e as células de gordura. A celulite apresenta várias alterações estruturais teciduais, na microcirculação e nos próprios adipócitos. Os efeitos físicos do ultrassom, ou seja, cavitação e microfluxo acústico agem diretamente nestas alterações. Promove a neovascularização, ou seja, formação de novos vasos sanguíneos, rearranjo e aumento da extensibilidade das fibras colágenas, melhora das propriedades mecânicas do tecido e a ação tixotrópica (dissolução) nos nódulos lipolíticos. Nas células de gordura, a energia ultrassônica promove a lipólise (quebra das moléculas de gordura armazenadas) favorecendo a liberação de ácidos graxos livres e outros lipídios para a circulação sanguínea e linfática, melhorando a redistribuição de gordura corporal. Os efeitos térmicos se associam ao aumento do fluxo sanguíneo local, com consequente melhora da nutrição tecidual e remoção dos resíduos do metabolismo celular. Na terapia combinada, ultrassom associado à corrente Aussie, os efeitos são potencializados, caudados pela ação da corrente sobre o sistema linfático - drenagem linfática e sobre o sistema muscular - fortalecimento muscular.

Fonte: www.ibramed.com.br

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Tudo sobre Olheiras...

Você tem este problema?


A pele  suborbital, região onde se formam as olheiras, apresenta uma espessura muito fina, aproximadamente 0,4 mm enquanto o restante  da pele do corpo  tem em média 2 mm.
Portanto, qualquer  acúmulo de pigmento e de vasos sanguíneos,  são mais evidenciados devido a transparência da pele fina desta região.
As manchas são formadas por?
- excesso de pigmento de melanina e/ou hemossiderina.
- excesso de vasos sangüíneos.
-bolsas( líquido ou gordura).

Diferenças entre Olheiras...
É muito importante você detectar o tipo para seguir uma linha de tratamento adequada para as causas do problema.

Olheiras arroxeadas.
Neste tipo de pigmentação, se da pelo excesso de vasos sanguíneos nesta região e podem aparecer desde a infância. Estes vasos costumam ser frágeis e dilatados, e a circulação local é mais lenta, favorecendo o escape de algumas células do sangue para fora do vaso. O corpo por sua vez reabsorve estas células e os processos de reações químicas formam um pigmento chamado hemossiderina, que acentuam a coloração das olheiras. Com este excesso de pigmento as olheiras se tornam amarronzadas.
Noites mal dormidas, fumo, estresse, bebidas alcoólicas, café e período menstrual são fatores que contribuem para a dilatação e diminuição de circulação nestes vasos.

Olheiras Castanhas.
Estas olheiras são formadas por hiperpigmentação de melanina e costumam aparecer em adultos, e quando expostas  ao sol sem proteção solar, pioram o quadro.
As Bolsas, se formam por líquidos acumulados ou deposição de gordura e formam uma sombra  na pálpebra, dando o aspecto de manchas no local.

Possíveis Causas:

  •  Hereditariedade: Quanto mais transparente a pele ( caráter hereditário), mais escuras são as olheiras.
  •  Formação Óssea:  Em algumas pessoas, a estrutura óssea mais acentuada ao redor dos olhos podem causar um sombreamento, reforçando a coloração das olheiras.
  •  Alergias, Asma e Eczema: estas doenças causam coceira na região dos olhos, e o atrito do ato de cocar estimula a produção de pigmento na área. Pessoas com alergia têm uma tendência a deficiência de vitaminas B6, B12 e ácido fólico e o consumo de alimentos e complexos vitamínicos podem ajudar na diminuição das olheiras.
  •  Anemia: Alguns especialistas afirmam que a falta de ferro facilita a formação de olheiras, devido à diminuição de oxigênio levado ao local.
  •  Fadiga: dormir menos 8 h, cansaço, estresse, fazem com que a pele face se torne mais pálida, e conseqüentemente as olheiras se tornam mais evidentes.
  •  Problemas Hepáticos
  •  Idade: As olheiras normalmente se tornam mais evidentes com a idade. Isso porque, sua pele vai perdendo colágeno, tornando-se mais fina e transparente.

 

Dicas:

1.      Use compressas frias com pepinos ou saquinhos de chá de camomila gelado nos olhos. Eles diminuem o inchaço e melhoram a circulação no local.
2. Use dois travesseiros para dormir. Quanto mais a sua cabeça estiver alta, mais gravidade ajuda a impedir que a região dos olhos fique congestionada.
3. Se você tem rinite, lave o nariz com soro várias vezes por dia e principalmente antes de dormir. Evite também ficar “esfregando” a região em volta dos olhos. O escurecimento é uma defesa da pele contra irritação constante.
4. Use sempre óculos escuros e protetor solar em volta dos olhos.
5. Alguns cremes também ajudam a clarear as olheiras, os que contém ácido tioglicólico são uma opção interessante com resultados comprovados. Alguns procedimentos com laser também ajudam. Fale sobre eles com o seu dermatologista.
6. Na hora de camuflar, os corretivos mais amarelados costumam esconder melhor o arroxeado das olheiras.
7. Ter uma boa noite de sono contribui para um processo de reparação bem sucedida em no organismo, e os estresse orgânico induz a dilatação neste local aumentando as olheiras.
8. Faça movimentos circulares  ao redor dos olhos e realize exercícios para a musculatura facial antes de dormir.

Cuidado!

- Se você tiver alergia à camomila, a compressa de chá pode fazer seus olhos incharem. - Evite produtos cosméticos que contenham aroma.
- Fique longe de corretivos ou cremes que contenham ácido salicílico, eles podem causar uma queimadura química piorando o quadro de hiperpigmentação.
 - Não aplique gelo diretamente à pele de seus olhos, pois pode causar queimadura.
- Utilize filtro solar diariamente.
-Não utilize limão para fazer esfoliação e clareamento.
- Tenha certeza de que você não é alérgico a nenhum dos produtos que está prestes a utilizar.

Alguns Tratamentos Médicos:

·          Peeling químico - podem ser usados o ácido trícloroacético, o glicólico a 70%, e solução de Jessner;
·         Laser de C02 - vaporiza a água e a queima, induz a troca de pele, por uma mais clara.
·         Luz Intensa Pulsada- O laser de Luz Intensa Pulsada tem a capacidade de estimular a produção de colágeno, espessando a pele e diminuindo sua transparência.
·         Prescrição de cremes despigmentantes, com hidroquinona, ácido retinóico e, por vezes, vitamina K.

          Paciência: as olheiras não somem, e sim controladas, a cura total é impossível. 


Por Vivian Veroneze- Fisioterapeuta

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Exercício é Saúde!


 A prática regular de exercício físico é um componente importante para uma vida saudável e para prevenir o desenvolvimento e a progressão de diferentes doenças crônicas de grande impacto na saúde pública. Foi comprovado que a atividade física aumenta a longevidade, tanto em pessoas sem doenças cardiovasculares como em pacientes que tenham sofrido infarto do miocárdio. Entre seus benefícios está a melhora da função cardiorrespiratória e a diminuição dos requerimentos miocárdicos de oxigênio. A atividade física melhora as alterações lipídicas ao aumentar o colesterol HDL e diminuir os triglicerídeos. Também colabora na perda de peso, diminui a necessidade de insulina e melhora a tolerância à glicose, além de poder induzir a diminuição da pressão arterial. Todas estas características ajudam a reduzir o risco de doença coronariana. Por outro lado, também favorece a manutenção da densidade mineral óssea e pode prevenir certos tipos de câncer, como o de cólon. Além dos efeitos fisiológicos mencionados, o exercício regular oferece efeitos psicológicos positivos, ao diminuir a depressão e a ansiedade e gerar sensação de bem-estar. Todos estes benefícios são obtidos com a prática regular de exercícios de intensidade moderada, o qual, juntamente com uma correta avaliação prévia, seguimento e educação, minimiza os riscos associados.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Ibramed lança Rádiofrequência Hooke

Hooke


Achei ele um aparelho com a estrutura muito moderna e bonita, ainda não testei...mas vou agendar um treinamento para conferir esta grande novidade da estética. Ibramed Parabéns!

Hooke, a mais moderma arma para tratamentos estéticos.
A radiofrquênica combate a flacidez da pele e as rugas de forma conservadora. O calor gerado pelas ondas de radiofrequência estimula a produção de colágeno e eslastina provocando a renovação das células e deixando a pele mais firme e rejuvenescida. A radiofrequência também combate a celulite e a gordura localizada, com efeitos surpreendentes.
O Hooke é um equipamento para tratamento médico, estético e cosmético. O Hooke é um equipamento que gera energia de radiofrequência não ablativa (alta frequência em 27,12 MHz) sob a forma de radiação eletromagnética intencional para fins terapêuticos.
O Hooke possui três aplicadores para aplicação cutânea: dois aplicadores de radiofrequência, BIPOLAR (penetração superficial até 4 mm) e MONOPOLAR (penetração profunda de 15 a 20 mm) que produzem um campo eletromagnético de alta frequência (27,12 MHz) e um aplicador criogênico COO-LING (resfriamento eletrônico livre de água e livre de gás) para conforto térmico e preservação da epiderme.
Esta técnica é não invasiva, não causa dependência e bem conduzida, não tem efeitos colaterais indesejáveis.
No aplicador de radiofrequência Hooke BIPOLAR, a passagem de corrente eletromagnética ocorre apenas entre os dois eletrodos posicionados em contato com a pele. Não é necessário dispositivo de aterramento com este sistema, porque nenhuma corrente flui pelo restante do corpo. Já o aplicador de radiofrequência Hooke MONOPOLAR, quando confere a energia eletromagnética aos tecidos, o tecido tratado passa a fazer parte do campo eletromagnético. Existe então uma interação entre a energia e o tecido promovendo um aquecimento volumétrico acentuado a uma profundidade controlada.
O Hooke possui um dispositivo criogênico COOLING (resfriamento eletrônico livre de água e li-vre de gás) para o resfriamento e preservação da epiderme que pode ser usado como pré-resfriamento e/ou pós-tratamento. A combinação de intenso calor e frio permite a radiofrequência Hooke ser efeti-va, tolerável, portanto o tratamento com o Hooke não requer anestesia. Em ambos os casos, sob condições controladas, são os tecidos que se aquecem não os eletrodos.
O balanço entre o aquecimento profundo e resfriamento superficial dos tecidos cria um gradiente térmico inverso. Um intenso calor é produzido na derme e tecido subcutâneo mais profundo enquanto que, as camadas superficiais permaneçam relativamente preservadas.
Um óleo fluido é usado durante o tratamento para evitar a fricção entre a ponta do dispositivo e a pele. O uso do TERMOMETRO INFRAVERMELHO é o principal referencial se a potência selecionada é a ideal ou não, além, é claro das informações sensoriais do paciente. Protocolos pré-estabelecidos de condições de uso por liberação de potência tempo/área dependentes estão disponíveis nestas instruções de uso e, orientam a aplicação.

 

APLICADORES DE RADIOFREQUÊNCIA

O Hooke possibilita o uso de dois aplicadores (BIPOLAR e MONOPOLAR) com uma frequência de operação do gerador de radiofrequência de 27,12 MHz. A energia de radiofrequência é utilizada nos aplicadores BIPOLAR (superficial 4 mm) e MONOPOLAR (penetração profunda até 20 mm).
As altas frequências (27,12 MHz) não aquecem por indução de corrente, mas sim pela oscilação de moléculas de água. Efeito similar ocorre no forno de microondas, a água aquece, mas o recipiente de vidro permanece frio, as moléculas de vidro não oscilam por ter rígida ligação. Desta maneira, todos os tecidos que contém água inclusive o tecido adiposo é aquecido. Como o aquecimento é profundo (não aquece a pele) é possível usar altas potências. O calor gerado depende da força e da densidade do campo formado e a temperatura varia de acordo com a composição tecidual.

APLICADOR BIPOLAR (capacitivo):
Para o aquecimento do tecido conjuntivo superficial, usa-se a configuração BIPOLAR, formada por dois eletrodos, um disco central e um anel, muito próximos um ao outro. O resultado é o “curva-mento” do campo eletromagnético que recebe uma forma de anel tridimensional. Nesta configuração, BIPOLAR, também não ocorre o aquecimento superficial na pele, mas sim aquecimento das camadas superiores da derme. Essa técnica também é denominada como capacitiva porque a corrente elétrica que gera aquecimento é induzida superficialmente nos tecidos por um campo magnético.

APLICADOR MONOPOLAR (indutivo):
O aplicador MONOPOLAR impõe o seu efeito térmico pela interação entre o movimento dos di-polos de molécula de água dentro dos tecidos e através da fricção e rotação das moléculas de água. O aplicador MONOPOLAR aplica um campo eletromagnético que produz calor nas áreas adjacentes ao eletrodo com um controle da profundidade de penetração.
O aplicador de radiofrequência Hooke MONOPOLAR confere a energia eletromagnética aos tecidos através em um único ponto de contato, a energia flui promovendo um aquecimento volumétrico acentuado da derme profunda. Na aplicação com o aplicador MONOPOLAR, a maior temperatura alcançada está localizada a vários milímetros abaixo da pele e a energia pode penetrar a uma profundidade aproximada de até 20 mm, aquecendo a pele e tecidos subcutâneos sem o risco de danos nos tecidos mais superficiais.

APLICADOR COOLING (resfriamento):
O Hooke possui um dispositivo criogênico (COOLING) que produz resfriamento eletrônico livre de água e livre de gás para o resfriamento e preservação da epiderme que pode ser usado como pré-resfriamento e/ou pós-tratamento (Figura 5). A combinação de intenso calor e frio permite a radiofrequência Hooke ser efetiva, tolerável, portanto o tratamento com o Hooke não requer anestesia. Em ambos os casos, sob condições controladas, são os tecidos que se aquecem não os eletrodos.

EFEITOS BIOFÍSICOS TERMICAMENTE INDUZIDOS PELA RADIOFREQUÊNCIA

EFEITOS PRIMÁRIOS
Termocontração do colágeno
A capacidade de retração do colágeno com a energia térmica não é um conceito novo na área médica. As fibras de colágeno são constituídas por uma tripla hélice de proteína com potes intercadeias criando uma estrutura cristalina. Estudos indicam que as fibrilas de colágeno, quando é aquecida a uma temperatura correta por um determinado tempo, devido à quebra das pontes de hidrogênio intramole-cular, podem induzir a imediata contração do tecido e seu espessamento.
A temperatura entre 57-61°C é frequentemente citada como a temperatura de retração do colágeno. Este conceito é extremamente atraente se puder ocorrer com mínimo ou mesmo sem nenhum dano epidérmico. A contração imediata do colágeno pode ser induzida por razões estéticas como rejuvenescimento, tratamento de flacidez de pele ou outros sinais de envelhecimento.



Para mairores informações entre www.ibramed.com.br
ou  dúvidas envie para vivian@allegraestetica que irei tentar ajuda-las!

Ibramed lança Rádiofrequência Hooke

Hooke


Achei ele um aparelho com a estrutura muito moderna e bonita, ainda não testei...mas vou agendar um treinamento para conferir esta grande novidade da estética. Ibramed Parabéns!

Hooke, a mais moderma arma para tratamentos estéticos.
A radiofrquênica combate a flacidez da pele e as rugas de forma conservadora. O calor gerado pelas ondas de radiofrequência estimula a produção de colágeno e eslastina provocando a renovação das células e deixando a pele mais firme e rejuvenescida. A radiofrequência também combate a celulite e a gordura localizada, com efeitos surpreendentes.
O Hooke é um equipamento para tratamento médico, estético e cosmético. O Hooke é um equipamento que gera energia de radiofrequência não ablativa (alta frequência em 27,12 MHz) sob a forma de radiação eletromagnética intencional para fins terapêuticos.
O Hooke possui três aplicadores para aplicação cutânea: dois aplicadores de radiofrequência, BIPOLAR (penetração superficial até 4 mm) e MONOPOLAR (penetração profunda de 15 a 20 mm) que produzem um campo eletromagnético de alta frequência (27,12 MHz) e um aplicador criogênico COO-LING (resfriamento eletrônico livre de água e livre de gás) para conforto térmico e preservação da epiderme.
Esta técnica é não invasiva, não causa dependência e bem conduzida, não tem efeitos colaterais indesejáveis.
No aplicador de radiofrequência Hooke BIPOLAR, a passagem de corrente eletromagnética ocorre apenas entre os dois eletrodos posicionados em contato com a pele. Não é necessário dispositivo de aterramento com este sistema, porque nenhuma corrente flui pelo restante do corpo. Já o aplicador de radiofrequência Hooke MONOPOLAR, quando confere a energia eletromagnética aos tecidos, o tecido tratado passa a fazer parte do campo eletromagnético. Existe então uma interação entre a energia e o tecido promovendo um aquecimento volumétrico acentuado a uma profundidade controlada.
O Hooke possui um dispositivo criogênico COOLING (resfriamento eletrônico livre de água e li-vre de gás) para o resfriamento e preservação da epiderme que pode ser usado como pré-resfriamento e/ou pós-tratamento. A combinação de intenso calor e frio permite a radiofrequência Hooke ser efeti-va, tolerável, portanto o tratamento com o Hooke não requer anestesia. Em ambos os casos, sob condições controladas, são os tecidos que se aquecem não os eletrodos.
O balanço entre o aquecimento profundo e resfriamento superficial dos tecidos cria um gradiente térmico inverso. Um intenso calor é produzido na derme e tecido subcutâneo mais profundo enquanto que, as camadas superficiais permaneçam relativamente preservadas.
Um óleo fluido é usado durante o tratamento para evitar a fricção entre a ponta do dispositivo e a pele. O uso do TERMOMETRO INFRAVERMELHO é o principal referencial se a potência selecionada é a ideal ou não, além, é claro das informações sensoriais do paciente. Protocolos pré-estabelecidos de condições de uso por liberação de potência tempo/área dependentes estão disponíveis nestas instruções de uso e, orientam a aplicação.

 

APLICADORES DE RADIOFREQUÊNCIA

O Hooke possibilita o uso de dois aplicadores (BIPOLAR e MONOPOLAR) com uma frequência de operação do gerador de radiofrequência de 27,12 MHz. A energia de radiofrequência é utilizada nos aplicadores BIPOLAR (superficial 4 mm) e MONOPOLAR (penetração profunda até 20 mm).
As altas frequências (27,12 MHz) não aquecem por indução de corrente, mas sim pela oscilação de moléculas de água. Efeito similar ocorre no forno de microondas, a água aquece, mas o recipiente de vidro permanece frio, as moléculas de vidro não oscilam por ter rígida ligação. Desta maneira, todos os tecidos que contém água inclusive o tecido adiposo é aquecido. Como o aquecimento é profundo (não aquece a pele) é possível usar altas potências. O calor gerado depende da força e da densidade do campo formado e a temperatura varia de acordo com a composição tecidual.

APLICADOR BIPOLAR (capacitivo):
Para o aquecimento do tecido conjuntivo superficial, usa-se a configuração BIPOLAR, formada por dois eletrodos, um disco central e um anel, muito próximos um ao outro. O resultado é o “curva-mento” do campo eletromagnético que recebe uma forma de anel tridimensional. Nesta configuração, BIPOLAR, também não ocorre o aquecimento superficial na pele, mas sim aquecimento das camadas superiores da derme. Essa técnica também é denominada como capacitiva porque a corrente elétrica que gera aquecimento é induzida superficialmente nos tecidos por um campo magnético.

APLICADOR MONOPOLAR (indutivo):
O aplicador MONOPOLAR impõe o seu efeito térmico pela interação entre o movimento dos di-polos de molécula de água dentro dos tecidos e através da fricção e rotação das moléculas de água. O aplicador MONOPOLAR aplica um campo eletromagnético que produz calor nas áreas adjacentes ao eletrodo com um controle da profundidade de penetração.
O aplicador de radiofrequência Hooke MONOPOLAR confere a energia eletromagnética aos tecidos através em um único ponto de contato, a energia flui promovendo um aquecimento volumétrico acentuado da derme profunda. Na aplicação com o aplicador MONOPOLAR, a maior temperatura alcançada está localizada a vários milímetros abaixo da pele e a energia pode penetrar a uma profundidade aproximada de até 20 mm, aquecendo a pele e tecidos subcutâneos sem o risco de danos nos tecidos mais superficiais.

APLICADOR COOLING (resfriamento):
O Hooke possui um dispositivo criogênico (COOLING) que produz resfriamento eletrônico livre de água e livre de gás para o resfriamento e preservação da epiderme que pode ser usado como pré-resfriamento e/ou pós-tratamento (Figura 5). A combinação de intenso calor e frio permite a radiofrequência Hooke ser efetiva, tolerável, portanto o tratamento com o Hooke não requer anestesia. Em ambos os casos, sob condições controladas, são os tecidos que se aquecem não os eletrodos.

EFEITOS BIOFÍSICOS TERMICAMENTE INDUZIDOS PELA RADIOFREQUÊNCIA

EFEITOS PRIMÁRIOS
Termocontração do colágeno
A capacidade de retração do colágeno com a energia térmica não é um conceito novo na área médica. As fibras de colágeno são constituídas por uma tripla hélice de proteína com potes intercadeias criando uma estrutura cristalina. Estudos indicam que as fibrilas de colágeno, quando é aquecida a uma temperatura correta por um determinado tempo, devido à quebra das pontes de hidrogênio intramole-cular, podem induzir a imediata contração do tecido e seu espessamento.
A temperatura entre 57-61°C é frequentemente citada como a temperatura de retração do colágeno. Este conceito é extremamente atraente se puder ocorrer com mínimo ou mesmo sem nenhum dano epidérmico. A contração imediata do colágeno pode ser induzida por razões estéticas como rejuvenescimento, tratamento de flacidez de pele ou outros sinais de envelhecimento.



Para mairores informações entre www.ibramed.com.br
ou  dúvidas envie para vivian@allegraestetica que irei tentar ajuda-las!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Dicas de maquiagem por Pat McGrath

Pat McGrath é uma grande maquiadora, conhecida tanto pelas belezas naturais e com peles perfeitas que cria, quanto pelos visuais artísticos (os desfiles da Dior alta-costura são o melhor exemplo). Ela é, sem dúvidas, a maquiadora mais influente em atividade hoje.
Além de participar de desfiles e campanhas importantes, Pat é diretora criativa das maquiagens da CoverGirl, da Max Factor e da Dolce & Gabbana.


Dicas de Pat McGrath

.Base translúcida é a mais indicada para quem tem sardas, permite que um pouco da pigmentação aparece. Sardas são bonitinhas!

. Corte os cílios postiços para ficarem próximos do tamanho dos seus naturais. Deixe o canto externo um pouco mais longo para dar a impressão de olhos maiores

. Nunca adicione água para “ressucitar” seu rímel – isso arruina a fórmula

. Se sua maquiagem mudar de cheiro, textura ou cor, jogue fora (já falei sobre isso aqui no post sobre validade)

. Lápis são melhores de apontar depois de algumas horinhas no freezer, já que ficam mais duros e menos grudentos

. Evite muito brilho em peles maduras, isso pode ressaltar imperfeições e linhas de expressão

. Para ficar com a pele perfeita, sempre aplique maquiagem escura nos olhos ANTES da base – isso permite que você limpe os resíduos de sombra embaixo do olho.

. E aplique a base ANTES do corretivo. Depois da pele unificada, use o corretivo para correções pontuais como espinhas e olheiras.

. Se você não curte gloss, pode se beneficiar do efeito “lábios cheios” aplicando o produto só no centro da boca

. Outra dica para ganhar volume & definição nos lábios: aplique um iluminador tom de pele no “v” do lábio superior.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Cuidados com a pele Oleosa

Você sonha com uma pele bonita e saudável? É o que todas nós queremos!!!
É fácil dar conta desta tarefa, mesmo com o tempo curto, principalmente para as mulheres, é só ter disciplina para alguns cuidados diários que garantem a beleza e melhora da auto estima.
A dica de hoje é para as peles oleosas, com brilho excessivo concentrada na região da zona T (em peles mistas a oleosas), que favorecem o aparecimento de cravos e acnes.
Manhã:- Lave bem o rosto com um sabonete neutro líquido.
- Depois de higienizar a face, passe uma loção tônica
- Aplique um protetor solar que hidratante.

Ao longo do dia:- Lave novamente e se for muito corrido, use lencinhos próprios para tirar a oleosidade;
- Aplique um cosmético (loção ou creme) com efeito matificante, que absorve a oleosidade da pele e equilibra a hidratação.

Antes de dormir:- Lave o rosto com um sabonete-esfoliante suave.
- Complete a limpeza com um tônico adstringente.
- Utilize cremes anti envelhecimento de acordo com sua idade, ou cremes clareadores a base de ácido para tratamentos específicos.

Cosméticos com álcool em sua formulação e banhos quentes estimulam as glândulas sebáceas, aumentando a oleosidade.

Indico:

A Adcos acaba de lançar a Oily Solution, uma linha de tratamento voltada para a pele oleosa, característica presente em cerca de 70% da população brasileira.


Os melhores princípios ativos como zinco, niacinamida, ácido glicólico, ácido lactobiônico, extrato de aloe vera, vitamina E, e sílicas antibrilho estão presentes na formulação da linha e ajudam a controlar a oleosidade, promovendo o efeito matificado da pele.

O ácido glicólico e niacinamida, estimulam a renovação celular e uniformizam a textura da pele, reduz as imperfeições comuns das peles oleosas.
O zinco e sílicas antibrilho controlam a oleosidade e conferem efeito mate duradouro por até 8 horas.

A oleosidade controlada resulta em melhora da aparência dos poros dilatados e ainda os mantêm desobstruídos.
Para complementar e deixar a sua pele ainda mais bela, faça uma limpeza de pele mensalmente, ou peeling de cristal.







Os produtos são: Sabonete, que limpa muito mas com suavidade; Tônico que controla a oleosidade e não irrita a pele, o Hidratante com FPS20, que contém ácido glicólico (em concentração adequada ao dia-a-dia) que estimula a renovação celular, protege contra os raios UVA/UVB, além de conferir efeito mate por até 8 horas.


Oil free, sem perfume e não comedogênico. Dermatologicamente testado.





terça-feira, 24 de maio de 2011

OS BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE FISICA PARA O HIPERTENSO

Nossa parceira Patrícia Bispo, personal trainer e educadora física, nos escreveu uma dica valiosa!!!

Dúvidas, sugestões e contato - tel: 11- 24290451 email: contato@allegraestetica.com.br
A SIMPLES PRÁTICA DA ATIVIDADE FÍSICA REDUZ O RISCO DE DOENÇA ARTERIAL CORONÁRIANA( HIPERTENSÃO).

EXERCÍCIOS REGULARES SÃO RECOMENDADOS, ATUALMENTE, NA PREVENÇÃO E NO TRATAMENTO NÃO MEDICAMENTOSO DA HIPERTENSÃO. A PRÁTICA REGULAR DE EXERCÍCIOS MODERADOS AJUDA A MANTÉR A PRESSÃO ARTERIAL SOB CONTROLE, REDUZ OS NÍVEIS DE AÇÚCAR NO SANGUE, MELHORA A CIRCULAÇÃO SANGÜINEA, CONTROLA O PESO E MELHORA O BEM ESTAR GERAL.
OS EXERCÍCIOS INDICADOS SÃO OS AEROBIOS E OS DE MUSCULAÇÃO, POIS OS AERÍOBIOS UTILIZAM GDES QTIDADES DE OXIGENIO E OS DE MUSCULAÇÃO UTILIZAM GDES GRUPOS MUSCULARES.
DEVEM ER REALIZADOS PERIODICAMENTE, NUMA FREQUENCIA DE PELO MENOS 3 VEZES NA SEMANA, COM INTENSIDADE LEVE A MODERADA.
ESTUDOS MOSTRAM QUE O EXERCÍCIO FÍSICO DIMINUÍ A PRESSÃO ARTERIAL DE HIPERTENSOS, E MÉDIA DE 10MM Hg, TANTO DA PRESSÃO SISTÓLICA COMO A DIASTÓLICA.
ALÉM DE REDUZIR A PRESSÃO ARTERIAL A PRÁTICA DE EXERCÍCIO FISICO REDUZ A TENSÃO MUSCULAR, CONTROLE DO PESO E PRINCIPALMENTE O RISCO DE COMPLICAÇÕES CARDIOVASCULARES. AO ENFRENTAR SITUAÇÃO DE ESTRESSE PSICOLÓGICO, A PESSOA QUE FAZ EXERCÍCIOS REGULARMENTE RESPONDE COM MENOR AUMENTO DE PRESSÃO E DA FREQUENCIA CARDIACADO QUE NÃO FAZ.


PATRÍCIA F. BISPO
CREF031901
EDUCADORA FISICA
PÓS GRADUADA EM MUSCULAÇÃO PELA FMU
PÓS GRADUADA EM FISIOLOGIA DO EXERCICIO, NUTRIÇÃO DESPORTIVA, BIOQUIMICA PELA UNICAMP

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Cesárea aumenta em 58% risco de obesidade, indica pesquisa


O risco de ficar obeso na idade adulta é 58% maior para quem nasce de cesárea do que de parto natural. A conclusão é de pesquisa que acompanhou 2.057 pessoas no nascimento e os 25 anos de idade, organizada pela USP de Ribeirão Preto e publicada no “American Journal of Clinical Nutrition”.
Um motivo possível para essa relação é que, na cesárea, o bebê não entra em contato com a flora vaginal da mãe, como no parto normal.
A falta de contato pode afetar a formação da flora intestinal, facilitando a obesidade, segundo a gastroenterologista Helena Goldani, uma das autoras do trabalho.
Outros estudos já mostraram que crianças com menor quantidade de bactérias “boas” para a flora intestinal no primeiro ano de vida eram mais obesos aos sete anos. Os pesquisadores da USP decidiram, então, avaliar a hipótese em adultos.
Um grupo de jovens nascidos em 1978, cujos dados de parto haviam sido registrados, foi convocado para uma nova avaliação feita entre 2002 e 2004.
Os jovens, com idades entre 23 e 25 anos, foram pesados e responderam a questões sobre atividade física e alimentação, entre outras.
Dos que nasceram de cesárea, 15,2% tinham índice de massa corporal acima de 30, que indica obesidade. Entre os nascidos de parto normal, 10,4% eram obesos.
São casos como de Ana Cláudia de Castro, 32. Ela nasceu de cesárea e diz sempre ter “brigado” com a balança.
“Consigo emagrecer, mas, depois, ganho peso.”
Agora, os pesquisadores vão analisar a flora intestinal de bebês nascidos de parto cesariano. Eles estão coletando fezes de bebês que hoje têm um ano.
Fábio Ancona, pediatra nutrólogo da Unifesp, diz que o resultado da pesquisa serve como alerta, porque o Brasil é “recordista” de cesáreas.
Fonte: Folha.com

Cesárea aumenta em 58% risco de obesidade, indica pesquisa


O risco de ficar obeso na idade adulta é 58% maior para quem nasce de cesárea do que de parto natural. A conclusão é de pesquisa que acompanhou 2.057 pessoas no nascimento e os 25 anos de idade, organizada pela USP de Ribeirão Preto e publicada no “American Journal of Clinical Nutrition”.
Um motivo possível para essa relação é que, na cesárea, o bebê não entra em contato com a flora vaginal da mãe, como no parto normal.
A falta de contato pode afetar a formação da flora intestinal, facilitando a obesidade, segundo a gastroenterologista Helena Goldani, uma das autoras do trabalho.
Outros estudos já mostraram que crianças com menor quantidade de bactérias “boas” para a flora intestinal no primeiro ano de vida eram mais obesos aos sete anos. Os pesquisadores da USP decidiram, então, avaliar a hipótese em adultos.
Um grupo de jovens nascidos em 1978, cujos dados de parto haviam sido registrados, foi convocado para uma nova avaliação feita entre 2002 e 2004.
Os jovens, com idades entre 23 e 25 anos, foram pesados e responderam a questões sobre atividade física e alimentação, entre outras.
Dos que nasceram de cesárea, 15,2% tinham índice de massa corporal acima de 30, que indica obesidade. Entre os nascidos de parto normal, 10,4% eram obesos.
São casos como de Ana Cláudia de Castro, 32. Ela nasceu de cesárea e diz sempre ter “brigado” com a balança.
“Consigo emagrecer, mas, depois, ganho peso.”
Agora, os pesquisadores vão analisar a flora intestinal de bebês nascidos de parto cesariano. Eles estão coletando fezes de bebês que hoje têm um ano.
Fábio Ancona, pediatra nutrólogo da Unifesp, diz que o resultado da pesquisa serve como alerta, porque o Brasil é “recordista” de cesáreas.
Fonte: Folha.com

Câncer de pele lidera cirurgias reparadoras

Um dado importante pode ajudar muitas pessoas a ter atenção redobrada quando o assunto é exposição ao sol e cuidados com a pele. Levantamento realizado pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), órgão ligado à Secretaria de Estado da Saúde e à Faculdade de Medicina da USP, apontou que cerca de 60% das cirurgias plásticas reparadoras realizadas na instituição são para recuperação de áreas afetadas pelo câncer de pele.
Em média são realizadas no Icesp cerca de 100 cirurgias plásticas, mensalmente. Desse total, mais da metade corresponde a tumores dermatológicos.
O levantamento apontou ainda que, devido à exposição ao sol, 80% das neoplasias na pele atendidas no Instituto são na região da cabeça e do pescoço. O câncer de mama aparece logo em seguida no ranking das cirurgias plásticas reparadoras, com 23% dos atendimentos.
O procedimento é realizado junto com a retirada do tumor. Este processo reduz o tempo de internação, melhora a qualidade de vida do paciente, ajuda-o a enfrentar o tratamento pós-operatório e agiliza o retorno às suas atividades diárias. Do total de pacientes que passaram por intervenções plásticas no Icesp, 80% não precisaram realizar duas cirurgias, pois a reconstrução é imediata e acontece logo após a retirada do câncer.
No caso de reconstruções na face, a intervenção imediata ajuda a manter funções básicas, como a fonação e degustação, além de abreviar o tempo de oclusão dos olhos e minimizar choques estéticos, elevando a auto-estima do paciente. Cirurgias plásticas imediatas nas extremidades (pernas e braços) reduzem as chances de amputação dos membros, evitando a mutilação permanente.
“A cirurgia plástica reparadora contribui muito para a qualidade de vida do pacientem, porém é muito importante que todos se cuidem para evitarmos dados alarmantes como o do câncer de pele”, afirma o coordenador do Serviço de Cirurgia Plástica do Icesp, Fábio Busnardo.
Prevenção



Cuidar de pintas que aparecem pelo corpo e ficar atento a manchas na pele são fundamentais para evitar o câncer de pele. E muitos destes sinais, por mais inofensivos que possam parecer, merecem atenção. Com alguns cuidados é possível prevenir a doença. Pintas podem ser congênitas ou surgir ao longo da vida. A maior parte das marcas não traz complicações ao paciente e apenas as de grandes dimensões (superior a 20 cm), apresentam probabilidade de se transformarem em câncer. Independentemente do tamanho da pinta, é muito importante procurar avaliação médica. Por meio da análise clínica, o médico saberá indicar se aquela marca deve ser retirada ou apenas seguir o acompanhamento.
A maioria dos sinais aparece durante a juventude. Em grande parte, a exposição solar é uma importante aliada para o aumento do volume de pintas pelo corpo. É recomendável evitar exposição excessiva à luz solar, principalmente entre 10h e 15h.
Além disso, é preciso observar qualquer modificação nas pintas e manchas. Os sinais mais comuns relacionados ao surgimento do câncer de pele são as alterações da coloração (variações de tonalidade de marrom, preto, vermelho ou azul), áreas com perda da pigmentação, alterações de tamanho, presença de bordas irregulares, alterações na superfície (áreas de elevação súbita ou feridas), e coceira e dor local. Pintas que coçam ou apresentam inflamação local também devem ser avaliadas.

Fonte: www.sjtresidencia.com.br